sábado, 3 de dezembro de 2016

Segurança digital

Hugo Gonçalves, Matheus Carvalhal, Matheus Rocha, Rafael Oliveira e Victor Menezes


Artigo elaborado coletivamente, sob a orientação do professor Cevaldo Santos, do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), unidade Salvador - Dendezeiros

A matéria investigativa, originalmente exibida no programa Custe o Que Custar (CQC), da TV Bandeirantes, busca aprofundar na temática da segurança digital, expondo as diferenças entre os hackers e os crackers, bem como suas respectivas características, desconhecidas pela maioria da população.


Segundo a reportagem, inserida no quadro Documento da Semana em julho de 2011, os hackers são aqueles que detêm um alto nível de conhecimento na área digital, além de contribuir para o aperfeiçoamento de seus sistemas de segurança. No entanto, os crackers se utilizam desse conhecimento para a realização de práticas maliciosas, como invasões, deturpação de informações ou até mesmo derrubada de sites e servidores.


Informações reveladas pela imprensa e reiteradas pelo CQC afirmaram que os principais alvos dos hackers foram os portais do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e dos Ministérios da Cultura e do Esporte. Ainda de acordo com a matéria, estima-se que tenham ocorrido mais de 200 invasões apenas a sites de órgãos públicos, evidenciando a sua não imunidade.


Clique aqui para assistir à matéria em questão, veiculada originalmente na edição de 4 de julho de 2011 do programa CQC.

Nenhum comentário: