domingo, 8 de fevereiro de 2015

Alan Nery é escolhido Rei Momo soteropolitano de 2015

Com 120 kg, publicitário venceu outros nove finalistas em evento num shopping center

Com informações dos portais G1 Bahia e R7 Bahia

Aos 27 anos, Alan (o segundo, da esquerda para a direita) é de Lauro de Freitas
(Foto: Divulgação)

O publicitário Alan Nery, 27 anos, foi eleito o Rei Momo do Carnaval de Salvador de 2015. Pesando 120 kg, distribuídos em 1,80 metros, o novo soberano da folia venceu outros nove candidatos na final do concurso, em cerimônia promovida nesta sexta-feira (6), no Shopping Center Lapa, no centro da capital.

Natural de Lauro de Freitas, na Região Metropolitana, onde havia ganho o concurso por duas vezes, Alan recebeu um prêmio no valor de R$ 10 mil e a chave da cidade para comandar a maior festa de rua do planeta, que acontece nas próximas semanas, entre os dias 12, quinta-feira, e 18, Quarta-Feira de Cinzas.

Neste ano, apenas 14 homens se inscreveram no concurso. Uma comissão julgadora, composta de pelo menos sete membros escolhidos entre personalidades dos segmentos artístico, cultural e carnavalesco, teve a incumbência de definir o novo Rei Momo entre os dez finalistas.

Os critérios para avaliação no concurso foram os seguintes: sociabilidade, desembaraço e facilidade de expressão, nível de instrução condizente com o relacionamento que será mantido pelo personagem com as autoridades, entidades carnavalescas e imprensa, notoriedade cultural e autêntico espírito carnavalesco.

Em meio a crise, Petrobras investe R$ 2,6 milhões em apoio ao Carnaval

Para este ano, estatal confirmou patrocínio a entidades e iniciativas sociais, como os blocos afros e de afoxés de Salvador

Com informações do jornal Correio*

Segundo gerente, patrocínio às entidades de matriz africana representa compromisso da empresa em defender e valorizar cultura brasileira
(Foto: Mauro Akin Nassor/Arquivo Correio*)

Mesmo com o cenário turbulento que afeta a Petróleo Brasileiro S. A.(Petrobras), a estatal reiterou, em 28 de janeiro, seu apoio a organizações e iniciativas sociais, incluindo o patrocínio aos principais blocos afros e de afoxés da Bahia, a exemplo do tradicional Ilê Aiyê. A tendência da maior empresa do país é injetar R$ 2,6 milhões no Carnaval de Salvador deste ano.

Desde 2006, a Petrobras promove ações que visam contribuir para o resgate da herança cultural africana no Brasil e construir uma identidade afrodescendente. Em nota, o gerente regional de Comunicação Institucional da petrolífera no Nordeste, Darcles Andrade, esclareceu que o patrocínio às entidades de matriz africana no Carnaval implica um desdobramento do seu compromisso na defesa e valorização da cultura brasileira.

A Petrobras patrocina desde 2006 os blocos afros e de afoxés de Salvador, com o objetivo de preservar as manifestações culturais que deram vida ao Carnaval, uma das maiores expressões de cultura popular do mundo”, disse o executivo da empresa.

Ainda conforme o comunicado da estatal, o Carnaval da Bahia tem como traços marcantes a democratização da cultura, além de possuir uma musicalidade e uma dança singulares, originadas sobretudo da influência negra no estado. “A Bahia é o berço brasileiro da herança cultural africana e a Petrobras considera importante contribuir para a visibilidade dos blocos afros e de afoxés no maior espetáculo de rua do planeta”, finalizou Darcles.

No ano passado, segundo dados apresentados pela companhia, o patrocínio para a folia soteropolitana envolveu um investimento total de R$ 10 milhões, sendo que R$ 7 milhões foram pagos à prefeitura, na compra de uma cota oficial da festa, enquanto os R$ 3 restantes foram destinados a blocos afros e trios elétricos independentes, que desfilaram sem cordas nos circuitos oficiais.

Dieta balanceada, somada a exercícios físicos, mantém folião bem disposto

Nutricionista alerta que, se a pessoa se cuidar antes de o Carnaval começar, ainda dá tempo para se manter em dia, a fim de curtir a festa com mais energia e redução de peso


Com informações da Agência Brasil




Fracionar a alimentação garante saciedade aos foliões e auxilia no metabolismo
(Foto: Hugo Gonçalves)

Seguir uma dieta equilibrada e praticar atividades físicas regularmente fazem com que o folião esteja melhor preparado para o Carnaval. Entretanto, a nutricionista Andréa Dario Farias, de Piracicaba, interior de São Paulo, afirma que as pessoas estão saindo do período de férias e de final de ano, quando deram uma pausa na academia e exageraram na alimentação.

Nos dias que precedem o início da festa de Momo, se o indivíduo cuidar do seu bem-estar, ainda dá tempo de sobra para manter seu corpo em dia para chegar ao circuito da folia com mais energia, disposição e redução de peso, aconselha Andréa, pós-doutora em Nutrição pela Universidade de São Paulo (USP), à Agência Brasil.

Em primeiro lugar, ela sugere que as pessoas fracionem a alimentação, ou seja, consumam alimentos de três em três horas ou, no máximo, a cada quatro horas. Segundo a nutricionista, esse processo garante aos foliões saciedade para a refeição seguinte, comendo em menor quantidade, além de auxiliar no funcionamento adequado do metabolismo.

O objetivo da alimentação no período pré-carnavalesco, que deve ser balanceada, de acordo com Andréa, é “dar uma desintoxicada” de tudo que foi ingerido de errado durante as férias e as festas de final de ano, como alimentos gordurosos e bebidas alcoólicas, e “ter mais pique”.

É necessário que a dieta seja baseada em carnes magras, de preferência frango sem pele e peixe, alimentos cozidos no vapor e grelhados, evitando o consumo de frituras ou preparações com gordura em excesso. Frutas e legumes podem ser ingeridos em abundância, inclusive na forma de saladas e sucos, além de cereais integrais. Se a pessoa não tiver intolerância à lactose, pode utilizar laticínios com moderação, especialmente os desnatados.




Atividades físicas precisam ser intensificadas para as pessoas se prepararem melhor
(Foto: Divulgação)

Exercícios são essenciais

Associada a hábitos alimentares equilibrados, a realização de atividades físicas regulares desempenha papel primordial ao folião, a fim de adquirir-lhe um bom condicionamento físico, curtindo o Carnaval bem disposto. Para quem já aderiu aos exercícios, a nutricionista recomenda intensificá-los para se preparar melhor.

Se não é adepto (dos exercícios), passe a fazer com frequência, no mínimo três a quatro vezes por semana, caminhada ao ar livre, esteira, bicicleta, natação (por exemplo), para que possa, nesse período, promover um equilíbrio do metabolismo, melhorar a queima de calorias, caso precise enxugar medidas, e chegar ao Carnaval mais em forma”, completa Andréa Dario Farias.

Já para aqueles que não têm tempo suficiente para se alimentar adequadamente, ela ressaltou que existem no mercado alguns produtos que podem servir de apoio às refeições normais, principalmente à noite, como os shakes. Porém, as pessoas precisam ter bastante cuidado para não consumi-los por tempo prolongado.

Sempre um shake bem balanceado, nutritivo e que seja aprovado por empresas de confiança, que a gente sabe que fazem dentro das regras que o Ministério da Saúde estabelece”, adverte.

Entre as opções para limpar o organismo estão os sucos desintoxicantes
(Foto: Divulgação)

Mais hidratação

Os indivíduos também devem ingerir quantidades abundantes de líquidos para hidratar o corpo. Segundo a pós-doutora em Nutrição, os sucos desintoxicantes à base de frutas, vegetais e gengibre, o chá verde e a água de coco estão entre as opções para neutralizar as impurezas do organismo.

Além disso, essas bebidas possuem efeito termogênico, ou seja, aceleram a queima de calorias. “Nesse período, a gente acredita que dessa forma, a pessoa vai se preparar e chegar até o momento de curtir bem o Carnaval”, enfatiza Andréa.

Quando o Carnaval começar, a nutricionista recomenda modificar o cardápio, aumentando o potencial de hidratação para repor os líquidos perdidos. O consumo diário de água, sucos naturais e água de coco também deve ser intensificado.

Com relação às bebidas alcoólicas – cerveja, vinho, aguardente –, que não devem ser ingeridas quando tiverem estômago vazio, as pessoas necessitam muita cautela. “O álcool desidrata o corpo. Você pode tomá-lo, mas sempre alternando com muita água”, aconselha, destacando que a ingestão da substância em doses generosas pode sobrecarregar o fígado com excesso de toxinas.

Outra sugestão útil é que as pessoas não devem abusar de alimentos com altos teores de gorduras durante o Carnaval, além de tomar cuidado com refeições preparadas na rua, a fim de evitar intoxicações. Em substituição a esses tipos de comida, os foliões devem preferir alimentos ricos em carboidratos, como massas com molho vermelho, lanches leves à base de pães integrais, batata e tapioca, para obterem mais energia.

Consumir hortaliças e frutas, sob a forma de sucos, e não ficar em jejum. Fazer uma boa refeição à hora em que acordar no dia seguinte e, depois, a cada três ou quatro horas, comer alguma coisa para se manter nutrido”, assinala Andréa.

O que ingerir antes da folia

Evite: Alimentos ricos em gorduras, incluindo frituras, e alimentos preparados na rua

Modere: Bebidas alcoólicas, laticínios (para os não intolerantes à lactose) e shakes

Prefira: Alimentos cozidos no vapor e grelhados, carnes magras (frango sem pele, peixe), cereais integrais, frutas, legumes e verduras, lanches com pães integrais, batata e tapioca, massas com molho vermelho, sucos naturais (incluindo os desintoxicantes), água, chá verde e água de coco

Fonte: Andréa Dario Farias, pós-doutora em Nutrição pela USP

Pola Ribeiro assumirá Secretaria do Audiovisual

Com mais de 30 anos de experiência na área, cineasta baiano foi convidado pelo ministro Juca Ferreira para ocupar cargo em breve

Com informações do jornal A Tarde


Diretor, roteirista e produtor, Pola dirigiu o Irdeb entre 2007 e 2014
(Foto: João Alvarez/Agência A Tarde – 09/11/2009)

O cineasta baiano Pola Ribeiro, que possui mais de 30 anos de experiência no segmento audiovisual, acumulando 40 filmes, entre eles Jardim das folhas sagradas (2011), assumirá nos próximos dias a Secretaria do Audiovisual (SAV), vinculada ao Ministério da Cultura (Minc). Segundo ele, que ainda é roteirista e produtor, o convite foi formalizado pelo titular da pasta, Juca Ferreira.

Ex-diretor-geral do Instituto de Radiodifusão Educativa da Bahia (Irdeb), entre 2007 e 2014, Pola, 59, terá a missão de retomar as atividades da secretaria na área do audiovisual, trabalhando conjuntamente com a Agência Nacional do Cinema (Ancine). Além disso, ele será responsável por áreas ligadas à comunicação, televisão pública, festivais e produção de conteúdo.

Meu nome foi muito bem aceito pela Ancine e pela categoria. O ministro (Juca) tem conhecimento do assunto e acompanha de perto. A secretaria passou por alguns períodos de dificuldades e a Ancine foi suprindo a demanda. A expectativa é que a gente rearrume o que é área da Ancine e o que é da Secretaria”, ponderou, em entrevista ao jornal A Tarde.

De acordo com Pola Ribeiro, essa divisão de responsabilidades se fundamentará nas discussões de cultura e mercado, que não podem pertencer exclusivamente a uma das instituições. Portanto, ele afirma que sua gestão na SAV deve ter foco na cultura e manter o diálogo constante com a Ancine.

A gente consegue fazer esta dobradinha sem criar uma cisão”, disse Pola, escolhido nesta quarta-feira (4) para substituir João Batista da Silva, que ocupava interinamente a Secretaria do Audiovisual após a saída do cineasta Leopoldo Nunes, em outubro de 2013.

Projetos serão continuados

Ao assumir o novo cargo, o cineasta, que é irmão do ex-vereador de Salvador, ex-deputado federal e atual conselheiro do Tribunal de Contas do Estado (TCE), Zezéu Ribeiro, pretende dar continuidade aos projetos da secretaria, sendo que vários deles tiveram início no governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), mas até agora não foram concluídos.

Há ainda questões do Centro Técnico Audiovisual (CTAv), no Rio de Janeiro, que atende todo o Brasil, além da Cinemateca (Brasileira), em São Paulo. Mas meu projeto inicial é ouvir os produtores e diretores para fechar este desenho”, explicou Pola, que aguarda a nomeação para conduzir a SAV.

Graduado em Comunicação Social pela Universidade Federal da Bahia (Ufba) e mestre em Gestão Pública pela Escola de Administração da mesma instituição, Pola Ribeiro também foi presidente da Associação Baiana de Cinema e Vídeo (ABCV), consultor de cinema e vídeo da Fundação Cultural do Estado da Bahia (Funceb), membro titular do Conselho Consultivo da SAV e professor universitário.