quarta-feira, 30 de abril de 2014

Show de Daniela Mercury em homenagem aos 100 anos de Caymmi é adiado

Prefeitura transferiu evento gratuito no Farol da Barra para domingo, por conta dos ventos fortes que destruíram parte da estrutura do palco

Com informações dos portais Correio* 24 Horas e G1 Bahia
 
Mudança foi anunciada na tarde de hoje pelo prefeito ACM Neto (à esquerda, ao lado de Daniela), via Twitter
(Foto: Valter Pontes/Agecom – 24/04/2014)
 
Tendo como atração principal a cantora Daniela Mercury, o show especial em homenagem a Dorival Caymmi (1914-2008), que seria apresentado na noite desta quarta-feira (30) – dia em que o cantor e compositor baiano completaria seu centenário de nascimento –, no Farol da Barra, foi adiado para este domingo, 4 de maio, no mesmo local.
 
O espetáculo gratuito, intitulado Daniela canta Caymmi, acontecerá também em novo horário, a partir das 19 h. A informação foi anunciada no início da tarde de hoje pelo prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), em sua conta no Twitter.
 
Segundo o gestor da capital baiana, a mudança ocorreu depois que a estrutura do palco montada no Largo do Farol ter sido parcialmente destruída pelos ventos fortes, que chegaram a uma velocidade de 30 quilômetros por hora. Pedimos desculpas pelos transtornos e peço que avisem aos amigos que iriam hoje sobre a mudança”, escreveu.
 
Mesmo com o adiamento, que foi deliberado para não pôr em risco a segurança dos espectadores, as participações do músico Danilo Caymmi, filho de Dorival, das cantoras Virgínia Rodrigues e Danny Nascimento e do grupo vocal MP7 ainda estão confirmadas no show acústico, que será precedido por uma apresentação instrumental do guitarrista Gerson Silva.
 
Repertório resumido
 
Daniela e os convidados apresentarão um repertório de cerca de 40 músicas do homenageado, que faria 100 anos hoje. “Ele tem tantas músicas maravilhosas e conhecidas, que ainda vou ficar devendo um pedacinho das mais importantes. Mas acho que a maioria está contemplada”, declarou a cantora, em coletiva na quinta-feira passada (24), que contou com a presença de ACM Neto e outras autoridades.
 
A anfitriã encerrará o evento com um dos clássicos de Caymmi, O que é que a baiana tem?, em dueto inédito com Carmem Miranda (1909-1955). “Consegui fazer uma montagem com a voz dela e vamos cantar juntas. Sou uma discípula de Carmem e Caymmi”, disse. O show Daniela canta Caymmi é promovido pela prefeitura de Salvador, com o patrocínio do banco Itaú.
 
Serviço
 
Show: Daniela canta Caymmi – 100 Anos de Dorival Caymmi
 
Atrações: Daniela Mercury e convidados – Danilo Caymmi, Virgínia Rodrigues, Danny Nascimento e MP7
 
Show de abertura: Gerson Silva (instrumental)
 
Data e horário: 4 de maio (domingo), às 19 h
 
Local: Farol da Barra
 
Gratuito e aberto ao público

segunda-feira, 28 de abril de 2014

Mal de Parkinson atinge homens e mulheres em todo o mundo

Segundo OMS, cerca de 3% dos idosos brasileiros com mais de 70 anos sofrem de doença neurológica silenciosa que está sendo mostrada em telenovela
 
Com informações da revista Malu
 
Paulo José: Benjamin convive com mesmo mal que intérprete encara na realidade
(Foto: Divulgação/TV Globo)
 
Retratado através do drama de Benjamin, interpretado por Paulo José na novela Em família, da TV Globo, o mal ou doença de Parkinson, do qual o ator é portador na vida real, é uma das enfermidades neurológicas mais recorrentes no mundo entre homens e mulheres, pertinentes a todos os agrupamentos étnicos e classes sociais.
 
O silencioso problema que o personagem da trama das 21 h, pai de Virgílio (Humberto Martins), acomete há mais de vinte anos, assim como Paulo José, aflige cerca de 3% das pessoas idosas com idades superiores a 70 anos no Brasil, conforme estimativa da Organização Mundial de Saúde (OMS).

Entretanto, a doença, descoberta em 1817 pelo médico inglês James Parkinson (1755-1824), manifesta-se até mesmo em adolescentes por razões genéticas.

“Ela é muito comum no mundo todo, e a tendência é ficar ainda mais comum porque a expectativa de vida da população mundial está crescendo cada vez mais”, alerta o neurologista Flávio Sallem, do Hospital das Clínicas e do Hospital do Coração (HCor), ambos de São Paulo, à revista feminina Malu.
 
Tanto as causas quanto os métodos de prevenção do mal de Parkinson, infelizmente, ainda são um mistério. Segundo especialistas, os sintomas surgem de modo simultâneo ao comprometimento da saúde do paciente.
 
Os sintomas que aparecem com constância são lentidão na coordenação motora, perda do equilíbrio, insônia, ansiedade, depressão, quedas e tremores, porém levam um tempo demorado para surgir, induzindo o parkinsoniano à frequente dificuldade em diagnosticar a doença.
 
Problemas psíquicos
 
A doença neurológica, que não é fatal, nem contagiosa e tampouco incomoda a memória e a capacidade cognitiva do paciente, não provoca apenas problemas físicos. Estudos concluem que aproximadamente 90% dos parkinsonianos também são passíveis de algum transtorno psiquiátrico em certos momentos.
 
“O transtorno mais comum foi a depressão nervosa, identificada em 32% dos casos, e responsável por agravar os problemas motores, de sono, alimentares e de dores”, pondera Sallem.
 
Embora o mal de Parkinson seja incurável, existem formas de tratamento adequado para seus sintomas. Entre elas, destacam-se a administração de medicamentos específicos, sessões de fisioterapia e fonoterapia, orientação nutricional, apoios psicológico e cirúrgico e participação em atividades de integração social.
 
O doutor Flávio Sallem esclarece que a harmonia familiar auxilia a impulsionar o quadro de saúde do parkinsoniano. “Isso evita estresse e desgaste emocional, aumentando a autoestima do paciente e o suporte que este deve receber por toda a doença”, diz o neurologista.

Rio de Janeiro é eneacampeão da Superliga

Ao conquistar nono título, equipe comandada por Bernardinho confirmou sua hegemonia na etapa feminina do torneio de vôlei
 
Com informações da Estadão Conteúdo e do portal Globoesporte.com
 
Rio venceu o Sesi-SP por 3 sets a 1, com parciais de 21/11, 21/12, 13/21 e 21/16
(Foto: Alexandre Arruda/CBV)
 
Em decisão num Ginásio do Maracanãzinho lotado, o imbatível Rio de Janeiro coroou sua supremacia na Superliga Feminina de Vôlei ao conquistar, pela nona vez, o título da temporada 2013/2014, no último domingo (27), ao derrotar o Sesi-SP por 3 sets a 1, com parciais de 21/11, 21/12, 13/21 e 21/16.
 
Foi a décima final consecutiva da equipe treinada por Bernardinho, maior vencedora do torneio, na qual enfrentou um adversário inédito. Nas semifinais, o Sesi havia eliminado o Osasco, também de São Paulo, tradicional rival do time carioca eneacampeão nas decisões.
 
Antes de o juiz apitar, todos os treze integrantes da heroica “geração de prata” das Olimpíadas de Los Angeles, em 1984, da qual o atual técnico do Rio fez parte, prestaram um tributo póstumo ao locutor esportivo Luciano do Valle, falecido no dia 19, aos 66 anos, em decorrência de um infarto espontâneo.
 
O Rio de Janeiro começou o jogo com Fofão, Sarah Pavan, a sérvia Mihajlovic, Gabi, Juciely, Carol e a líbero Fabi. No desenrolar da partida, Bernardinho efetuou as entradas na quadra do Maracanãzinho de mais quatro jogadoras: Bruna, Roberta, Amanda e Régis.
 
Soberano no primeiro set, o time carioca venceu a etapa seguinte, porém o Sesi-SP reagiu no terceiro, vencendo por 21 pontos contra 13 do Rio. A vitória da equipe paulista na penúltima parcial obrigou a realização do quarto set, no qual os adversários cariocas reassumiram as rédeas do jogo.
 
Ao vencer a última parcial por 21/16, o Rio confirmou sua hegemonia nas quadras com o eneacampeonato da Superliga Feminina. A levantadora Fofão, uma das estrelas do nono título, foi eleita a melhor jogadora da competição, realizada pela Confederação Brasileira de Voleibol (CBV).

Comemorações pelo centenário de Rômulo Almeida são iniciadas

Serão promovidos até setembro, na capital e no interior, eventos em memória do economista que contribuiu para o desenvolvimento da Bahia, do Nordeste e do Brasil

Com informações da Tribuna da Bahia

Rômulo completaria 100 anos com homenagens especiais
(Foto: Arquivo A Tarde)

O Instituto Rômulo Almeida de Altos Estudos (Irae), a Associação Comercial da Bahia (ACB) e o governo do estado estão organizando uma série de eventos em comemoração ao centenário de nascimento do brilhante economista, advogado e professor baiano Rômulo Barreto de Almeida (1914-1988). A maratona foi lançada em solenidade na última sexta-feira (25), no salão nobre do palácio da ACB, no bairro do Comércio.

Na programação, que se estende até setembro, estão previstos uma homenagem ofertada pela Superintendência de Desenvolvimento do Nordeste (Sudene), o Concurso Público de Monografia RA+100, direcionado para estudantes de ensino médio e superior, e o Prêmio Rômulo Almeida de Desenvolvimento do Nordeste, destinado a micro, pequenos e médios empresários baianos, além de seminários e palestras em Salvador e no interior.

A cerimônia de lançamento do ciclo comemorativo dos 100 anos daquele que foi considerado um “visionário” por ter colaborado no progresso da Bahia, do Nordeste e do Brasil, sempre fomentando ações de relevância indescritível, como o Polo Petroquímico de Camaçari, o Centro Industrial de Aratu, a Petróleo Brasileiro S. A. (Petrobras), o Banco do Nordeste, entre outras realizações, reuniu empresários, autoridades políticas, familiares e admiradores do economista.
 
“A memória de Rômulo continua viva na mente e no comportamento de idealistas e empreendedores públicos e privados que se sentem motivados em relembrar o amigo e profissional que tem, na figura dele, um exemplo inspirador de um construtor de sonhos. Resumo Rômulo como conhecimento para o progresso do Brasil”, declarou o sobrinho do homenageado e coordenador do centenário, Flávio Almeida, em depoimento ao jornal Tribuna da Bahia.

Representando o periódico, o diretor de Relações Institucionais, Marcelo Sacramento, enfatizou as habilidades de Rômulo Almeida. “A Bahia deve muito à perspicácia, inteligência e sabedoria deste visionário, sobretudo à capacidade de planejamento que fez o Estado ser muito do que é hoje. Por isso, a Tribuna se junta aos familiares e admiradores para homenageá-lo, mostrando a essa geração o quão importante ele foi para a Bahia no seu tempo”, afirmou.

“Visionário” foi um dos idealizadores do Polo de Camaçari
(Foto: Divulgação)
 
“Figura importantíssima”
 
Presidente do Irae, o professor aposentado da Faculdade de Ciências Econômicas da Universidade Federal da Bahia (Ufba), Aristeu Almeida, classificou o irmão, graduado em Direito, mas que se dedicou com afinco à economia em prol da diversificação das atividades, como “uma figura importantíssima” em âmbitos estadual, regional e nacional.
 
“Eu pessoalmente acho que a Bahia tem que homenageá-lo dando o seu nome ao Polo de Camaçari, além de dar seu nome a um município da Bahia por tudo que ele fez”, acreditou Aristeu, que também exerceu mandato parlamentar na Assembleia Legislativa pelo extinto Movimento Democrático Brasileiro (MDB), de 1975 a 1979, e na sequência foi um dos fundadores do Partido Democrático Trabalhista (PDT) no estado.
 
O presidente da ACB, Marcos Fonseca, observou a solenidade como “uma oportunidade ímpar de abrirmos o ano comemorativo deste homem que fez uma locomotiva de desenvolvimento da Bahia”. Discípulo e parceiro de Rômulo, o empresário Wilson Andrade revelou que seu mestre era muito tímido, mas teve coragem em idealizar todos os projetos possíveis, bem como materializá-los.
 
Já o secretário extraordinário para Assuntos Estratégicos, Edvaldo Brito, que teve a honra de representar o governador Jaques Wagner (PT) na ocasião, afirmou que a homenagem é mais do que merecida.
 
“É bom que a Bahia comece a reparar uma ingratidão com um dos homens mais importantes do país. Ele foi o grande responsável pelo planejamento do Estado”, certificou o jurista renomado, professor emérito da Ufba e vereador do PTB, hoje licenciado da Câmara Municipal de Salvador.
 
Para Edvaldo Brito, homenagem ao economista é merecidíssima
(Foto: Divulgação)
 
Eventos previstos na programação
 
25 de abril: Cerimônia de lançamento do centenário de Rômulo Almeida, no salão nobre do palácio da Associação Comercial da Bahia (ACB), no Comércio (evento já realizado);
 
15 de maio: Homenagem pelos centenários dos economistas Rômulo Almeida e Ignácio Rangel (1914-1994), promovida pela Superintendência de Desenvolvimento do Nordeste (Sudene), no auditório da sede da Federação das Indústrias do Estado da Bahia (Fieb), no Stiep;
 
18 de agosto (data do centenário): Entrega do prêmio acadêmico do Concurso Público de Monografia RA+100, no Palácio da Reitoria da Universidade Federal da Bahia (Ufba);
 
18 de setembro: Entrega do Prêmio Rômulo Almeida de Desenvolvimento do Nordeste durante o 10º Encontro de Economia da Bahia, organizado pela Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (Sei).

domingo, 27 de abril de 2014

Classificação da Série A do Campeonato Brasileiro 2014 após 2ª rodada

Tabela atualizada em 27/04

Ao derrotar o Palmeiras no Pacaembu com gol de Rafael Sóbis (de costas), tricolor das Laranjeiras manteve liderança isolada da competição
(Foto: Alan Morici/Terra)
 
1º) Fluminense – PG = 6, J = 2, V = 2, SG = 4
 
2º) São Paulo – PG = 4, J = 2, V = 1, SG = 3
 
3º) Corinthians – PG = 4, J = 2, V = 1, SG = 2
 
4º) Atlético-PR – PG = 4, J = 2, V = 1, SG = 1
 
5º) Cruzeiro – PG = 4, J = 2, V = 1, SG = 1
 
6º) Internacional – PG = 4, J = 2, V = 1, SG = 1
 
7º) Sport – PG = 4, J = 2, V = 1, SG = 1
 
8º) Goiás – PG = 4, J = 2, V = 1, SG = 1
 
9º) Bahia – PG = 3, J = 2, V = 1, SG = 1
 
10º) Grêmio – PG = 3, J = 2, V = 1, SG = 0
 
11º) Palmeiras – PG = 3, J = 2, V = 1, SG = 0
 
12º) Santos – PG = 2, J = 2, V = 0, SG = 0
 
13º) Coritiba – PG = 2, J = 2, V = 0, SG = 0
 
14º) Vitória – PG = 1, J = 2, V = 0, SG = -1
 
15º) Atlético-MG – PG = 1, J = 2, V = 0, SG = -1
 
16º) Chapecoense – PG = 1, J = 2, V = 0, SG = -1
 
17º) Flamengo – PG = 1, J = 2, V = 0, SG = -2
 
18º) Botafogo – PG = 1, J = 2, V = 0, SG = -3
 
19º) Criciúma – PG = 0, J = 2, V = 0, SG = -2
 
20º) Figueirense – PG = 0, J = 2, V = 0, SG = -5
 
Zona de classificação para a Taça Libertadores da América de 2015
 
Fluminense, São Paulo, Corinthians e Atlético-PR
 
Zona de rebaixamento para a Série B de 2015
 
Flamengo, Botafogo, Criciúma e Figueirense
 
Legenda
 
PG: pontos ganhos
 
J: jogos
 
V: vitórias
 
SG: saldo de gols
 
Fonte: UOL Esporte

Resultados dos jogos da 2ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro 2014

Sábado, 26/04
 
Coritiba 0 x 0 Santos
 
Palmeiras 0 x 1 Fluminense
 
Domingo, 27/04
 
Botafogo 2 x 2 Internacional
 
Corinthians 2 x 0 Flamengo
 
Cruzeiro 1 x 1 São Paulo
 
Vitória 2 x 2 Atlético-PR
 
Sport 2 x 1 Chapecoense
 
Grêmio 2 x 1 Atlético-MG
 
Figueirense 0 x 2 Bahia
 
Goiás 1 x 0 Criciúma
 
Fonte: UOL Esporte

Show gratuito presta tributo aos 100 anos de Dorival Caymmi

Em homenagem ao centenário do cantor e compositor, Daniela Mercury se apresentará no Farol da Barra; espetáculo foi anunciado em coletiva com as presenças da anfitriã e do prefeito ACM Neto
 
Com informações da Tribuna da Bahia e dos portais Correio* 24 Horas e G1 Bahia
 
Músicas de Caymmi consagraram a Bahia em escala internacional
(Foto: Arquivo)
 
Um grande show em homenagem a um dos eminentes divulgadores não somente da genuína Música Popular Brasileira (MPB), mas também das belezas de sua querida terra. Será dessa forma que a cidade de Salvador celebrará o aniversário de Dorival Caymmi (1914-2008), um de seus ilustríssimos filhos, que, se estivesse vivo, completaria 100 anos na próxima quarta-feira (30).
 
Comandado pela cantora Daniela Mercury, o espetáculo acontecerá exatamente no mesmo dia em que o cantor e compositor, cuja notória e inquestionável obra musical fez a Bahia ser consagrada em escala universal, alcançaria o seu centenário de nascimento. O evento gratuito, intitulado Daniela canta Caymmi, está programado para as 20 horas, no Farol da Barra.
 
O show, assim como as demais iniciativas comemorativas, foi anunciado em coletiva de imprensa na última quinta-feira (24), no Palácio Thomé de Souza, pela própria anfitriã, pelo prefeito ACM Neto (DEM) e pelo secretário municipal de Desenvolvimento, Turismo e Cultura, Guilherme Bellintani.
 
Além deles, a vice-prefeita Célia Sacramento (PV), o chefe de gabinete da prefeitura, João Roma, o dramaturgo e presidente da Fundação Gregório de Mattos, Fernando Guerreiro, e o representante do banco Itaú, patrocinador do tributo a Caymmi, Ronei Paranhos, também compareceram ao lançamento.
 
De acordo com Bellintani, o lapidador de pérolas como O que é que a baiana tem?, Maracangalha, Você já foi à Bahia?, Samba da minha terra, Saudade da Bahia, Suíte dos pescadores, Só louco, Marina, entre outros eternos clássicos que penetraram nos imaginários popular e da baianidade, influenciou e continua influenciando diversos artistas significativamente.
 
(O show) É um presente que a prefeitura dá a Salvador, seguindo a linha política cultural que a gente vem fazendo em outros eventos, em praça pública e gratuito”, declarou, acrescentando que a cidade “não pode deixar uma data dessa sem um marco significativo da sua comemoração”.
 
Segundo Daniela (à direita, ao lado de ACM Neto), “cada canção de Caymmi representa um pouco de nós”
(Foto: Valter Pontes/Agecom)
 
Emoção
 
Daniela Mercury, que participou da coletiva acompanhada de sua esposa, a jornalista Malu Verçosa, promete um espetáculo que irá cativar a plateia no Farol. “Acho que ninguém vai sair sem se emocionar. Cada canção de Caymmi representa um pouco de nós. Em alguma música alguém vai chorar. Será um show acústico que não tem a sonoridade das minhas músicas. Realmente traz a sonoridade e a leveza de Caymmi”, disse.
 
Ela ainda predisse que um repertório de aproximadamente 30 canções será apresentado no evento. “O intuito é relembrar sempre a Salvador que nós somos o berço da MPB”, explicou a cantora, que aproveitará a oportunidade para reverenciar Nana Caymmi – ela faz aniversário no dia anterior ao do pai, na próxima terça-feira (29), completando 73 anos.
 
Outro filho de Dorival, o músico Danilo Caymmi, garantiu presença no show, que terá as participações das cantoras Virgínia Rodrigues, incumbida das homenagens a Nana, e Danny Nascimento, que interpretará a Modinha para Gabriela, e do grupo vocal MP7. Segundo a anfitriã, o show acústico, aberto com um instrumental do guitarrista Gerson Silva, terá sua sonoridade privilegiada através de violão, piano, flauta e instrumentos de percussão.
 
Preparativos
 
À imprensa, Daniela também contou sua rotina preparatória para o show-tributo pelos 100 anos de Dorival Caymmi. “Estou ensaiando bastante. A responsabilidade é grande. Vou fazer até parceria com Carmem Miranda (1909-1955), em uma montagem de som, na música O que é que a baiana tem?”, antecipou.
 
Sobre a importância de valorizar os artistas que contribuíram para irradiar a cultura em todo o planeta, ACM Neto discursou: “Nada mais justo que fazer aquilo que ele sabia fazer, fazer música. Dorival é um desses baianos que ajudaram a projetar a nossa terra no mundo inteiro. Assim como Daniela, ela ajudou e ajuda a projetar a nossa cidade”. Promovido pela prefeitura de Salvador, Daniela canta Caymmi conta com o patrocínio do banco Itaú.
 
O prefeito também anunciou, como iniciativa integrante das comemorações pelo centenário de Caymmi, o projeto de revitalização da orla de Itapuã, bairro que inspirou boa parte de suas composições magistrais. Nos serviços, serão aplicados recursos de R$ 10,3 milhões. Além disso, Neto confirmou que as obras de requalificação da orla da Barra serão concluídas em 11 de junho.

Serviço

Show: Daniela canta Caymmi

Atrações: Daniela Mercury e convidados – Danilo Caymmi, Virgínia Rodrigues, Danny Nascimento e MP7

Show de abertura: Gerson Silva (instrumental)

Data e horário: 30 de abril (quarta-feira), às 20 h

Local: Farol da Barra

Gratuito e aberto ao público

quarta-feira, 23 de abril de 2014

Naufrágio de balsa na Coreia do Sul chega a 150 mortos

Uma das maiores tragédias da história do país, na qual também 152 pessoas encontram-se desaparecidas, completa uma semana
 
Com informações da agência EFE

Número de mortos em navio aumentou após mergulhadores recuperarem 29 corpos
(Foto: Yonhap/AP)

Deixando um saldo acumulado em mais de 300 mortos e desaparecidos na costa sudoeste da Coreia do Sul, o naufrágio da balsa Sewol completou uma semana nesta quarta-feira (23), com sucessivos avanços no resgate de corpos no interior da embarcação. O acidente é uma das maiores tragédias humanas da história do país asiático.
 
O total de pessoas mortas foi elevado para 150, depois que os mergulhadores conseguiram recuperar 29 corpos dentro do navio sul-coreano. 152 pessoas continuam desaparecidas, e não foram procurados novos sobreviventes, já que as equipes de socorro não encontraram rastros de bolhas de ar no terceiro e no quarto andares da embarcação naufragada.
 
No último dia 16, quando o Sewol foi afundado, contabilizaram-se 476 passageiros, incluindo 325 estudantes de ensino médio com faixa etária entre 16 e 17 anos, sem que nenhum deles pudesse ser resgatado. Apenas 174 pessoas, até agora, haviam sobrevivido à tragédia na balsa.

terça-feira, 22 de abril de 2014

Fragmentos de registros fotográficos do povoado de Baiacu

As fotografias que constam nesta galeria são uma pequena, porém suficiente, amostra identificadora da plácida e harmoniosa paisagem do povoado de Baiacu – seu nome é usualmente pronunciado como Baiácu –, onde há, em frente à praia e a seus manguezais, uma colônia de pescadores.
 
Todas as imagens abaixo foram captadas por este jornalista, com nítido faro de observador, de passagem pelo singelo distrito localizado em Vera Cruz, um dos municípios constituintes da Ilha de Itaparica, cuja diversidade ecológica é inigualável, indescritível, sedutora e cativante.
 
Parte 1 - Aspectos sociais e cotidianos: imagens do povoado e da colônia de pescadores
 
 
 
 
Parte 2 - Aspectos ambientais: imagens da praia e de seus manguezais
 
 
 
 
 
O ponto de vista deste jornalista acerca da primeira vez que explorou as maravilhas de Baiacu ofertadas pelo potencial da natureza encontra-se registrado numa crônica minuciosa, denominada Peregrinações por Baiacu: minhas impressões sobre um deserto, singelo e tranquilo reduto de pescadores, redigida em primeira pessoa e publicada nesta página. Vale a pena apreciar não somente as imagens, mas também a parte opinativa dessa inesquecível jornada.

Comissão Europeia apoia reformas econômicas na França

Plano foi anunciado pelo primeiro-ministro Manuel Valls; órgão declarou-se satisfeito com algumas das propostas, disse porta-voz
 
Com informações da Estadão Conteúdo
 
Para O’Connor, Comissão assimilou algumas das medidas anunciadas pelo governo francês
(Foto: Arquivo)
 
O primeiro-ministro da França, Manuel Valls, do Partido Socialista – o mesmo do presidente François Hollande –, apresentou, nesta terça-feira (22), um conjunto de reformas econômicas e financeiras no país. Imediatamente ao anúncio, a Comissão Europeia declarou seu apoio às medidas.

Ex-ministro do Interior de Hollande, Valls, catalão de nascimento, assumiu a chefia do governo francês em 31 de março, substituindo seu antecessor, o também socialista Jean-Marc Ayraut.
 
De acordo com o porta-voz de Assuntos Econômicos e Monetários da Comissão Europeia, Simon O’Connor, o órgão demonstrou satisfação com alguns dos itens propostos, exceto os de caráter específico, como o congelamento dos salários de funcionários públicos, dos pagamentos de assistência social e de algumas pensões.
 
“Nós acolhemos algumas das medidas anunciadas pelo primeiro-ministro. A redução dos encargos sobre os salários – em particular, sobre os salários mais baixos – vai na direção das recomendações da Comissão para a França”, declarou, em coletiva na sede do órgão, em Bruxelas, capital da Bélgica.
 
Meta é reduzir impostos
 
Ainda segundo O’Connor, o plano de reformas foi aclamado pela Comissão com a finalidade de reduzir a carga tributária para as empresas, podendo contribuir para a competitividade dos negócios franceses, que, para o porta-voz, “é a essência para a criação de empregos” no país.
 
O representante de Assuntos Econômicos frisou também que o fato de a França, terceira maior economia da Europa, se comprometer na redução do seu déficit orçamentário em níveis inferiores a 3% do Produto Interno Bruto (PIB), que é o somatório das riquezas produzidas num determinado território, até 2015 era um sinal positivo.
 
“No lado fiscal e orçamentário, acolhemos o renovado compromisso do governo para cumprir os objetivos definidos pela Comissão nas suas recomendações para a França em junho do ano passado”, concluiu Simon O’Connor.